Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Há uma selva lá fora...

Um blogue sobre a selva: observações e comentários de um tipo.

07
Fev17

Sobre a rádio kapa...

logo_final.jpg

 

 

A 1 de novembro de 2010, nascia a rádio kapa.

A 1 de março de 2017, a kapa mete férias. 

Despeço-me deste projeto porque ele merece mais do que eu posso dar. 

Em 2010, tinha acabado de entrar na universidade e nada fazia prever aquilo que o projeto se tornou uns anos mais tarde: transmitir festivais e concertos. Uma webrádio a fazer isso? Era impossível! 

Era impossível um programa como o PPP numa rádio normal. Tinhamos liberdade: a liberdade que uns quatro microfones comprados na Worten podiam dar. E divertimo-nos tanto: a dizer asneiras em direto ou gravado. Temos a plena noção que, quando diziamos algo fora do comum no ar, perdíamos ouvintes. Mas não importava: a rádio dá-nos poder. 

20150630_171424.jpg

 

Aprendemos a controlar a voz e melhorar os sotaques. Aprendemos a trabalhar em equipa... logo eu, que gosto tanto de trabalhar sozinho. Levei "puxões de orelhas" à custa disso. 

Diverti-me tanto: diverti-me quando o computador Windows XP que arranjei na loja dos usados não queria aceitar aquela musica da Ke$ha justamente devido ao cifrão; diverti-me nos diretos (e foram tantos!).

Perdi a vergonha de falar em público, de falar em frente a uma câmara. Aprendi a valorizar o que faço: em última instância, aprendi a valorizar-me como pessoa e como profissional. Aprendi que podemos fazer tudo o que queremos: se não der de uma forma, dará de outra. 

"Encaramos a vida com um sorriso", tal como se disse no comunicado na página de Facebook.

Hoje, despeço-me da rádio kapa. Vou fechar a via e desligar o computador que ainda alimenta a emissão no próximo dia 01 de março. Não posso dizer que não volto: o bicho da rádio está aqui, sempre! Mas não tenho tempo para me dedicar ao projeto como deveria. 

A kapa foi a menina dos meus olhos durante seis anos! Está na altura de a deixar ir! 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.